Votações em Plenário
5 05America/Sao_Paulo julho 05America/Sao_Paulo 2019
Nova Previdência foi aprovada na Comissão Especial
5 05America/Sao_Paulo julho 05America/Sao_Paulo 2019

Ganime lança Frente Parlamentar da Bioeconomia no Congresso Nacional



Ganime lança Frente Parlamentar da Bioeconomia no Congresso Nacional

Na manhã do dia 26 de junho, o deputado federal Paulo Ganime participou do lançamento da Frente Parlamentar Mista pela Inovação na Bioeconomia (FPBioeconomia), que foi lançada pelo Congresso Nacional em conjunto com representantes do poder executivo, do setor privado, da academia e da sociedade civil. Paulo Ganime será presidente.

Em sua composição, a FPBioeconomia tem 212 deputados e 12 senadores, e tem o apoio de sete entidades do setor, de seis ministérios e de duas universidades.

Pensando em um futuro bem próximo, um dos objetivos da Frente é consolidar o nosso país como um líder e referência (bio)tecnológica na transição global para uma economia circular de baixo carbono, um pacto entre a natureza e a sociedade que traz ao Brasil desenvolvimento econômico, sustentável e inovador.

A FPBioeconomia quer construir uma visão de futuro para o Brasil que valorize o uso ético e sustentável da biodiversidade, da biomassa e do conhecimento em biotecnologia para agregar valor à economia, revitalizar e expandir a produção industrial para todas as regiões do país e oferecer prosperidade justa e equitativa, garantindo acessibilidade, oportunidades e bem-estar a todos os brasileiros.

“Temos a bioeconomia como resposta para termos um futuro sustentável no qual a sociedade, o meio ambiente e a economia convivem e prosperam juntos! A Frente busca complementar as atividades relacionadas à agroeconomia e à agenda ambientalista no Congresso Nacional fomentando trabalhos que enfocam a perspectiva industrial e de inovação da bioeconomia. Chegou à vez do Brasil também ter políticas que propiciem o desenvolvimento científico, econômico e ambiental neste tema em que temos tamanho potencial”, expõe Ganime.

Além dos parlamentares membros da Frente, também participaram do Lançamento o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, representantes de entidades apoiadoras como a Associação Brasileira de Bioinovação (ABBI), da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Movimento Brasil Competitivo (MBC), do Ministério da Economia (ME), da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE).

Finalidades da FPBioeconomia:

  1. Construir uma visão de futuro para o Brasil que valorize o uso ético e sustentável da biodiversidade, da biomassa e do conhecimento em biotecnologia para agregar valor à economia, revitalizar e expandir a produção industrial para todas as regiões do país e oferecer prosperidade justa e equitativa, garantindo acessibilidade, oportunidades e bem-estar a todos os brasileiros;
  2. Fomentar no país um ambiente que induza, num curto prazo, a bioeconomia representar uma fatia robusta do PIB brasileiro, consolidando o país como um líder e referência tecnológica na transição global para uma economia de baixo carbono.
  3. Incentivar a modernização da legislação federal buscando reduzir os riscos e custos de investimentos em inovação e elevar os níveis de atividades de pesquisa, desenvolvimento e produção industrial da bioeconomia no país;
  4. Defender políticas públicas e instrumentos de incentivo à inovação, produtividade e competitividade que estabeleçam um campo de jogo nivelado entre os setores econômicos e que considerem suas externalidades ambientais e sociais.
  5. Promover debates de forma neutra, inclusiva, e em bases técnicas, e construir massa crítica no poder legislativo visando concretizar o potencial oferecido pela bioeconomia para compatibilizar a preservação do meio ambiente e da biodiversidade com o desenvolvimento econômico e social do Brasil;
  6. Propor ações no âmbito da Câmara dos Deputados e Senado Federal que contribuam para estabelecer uma indústria 4.0 estado da arte no Brasil alavancada por inovações advindas da biologia e biotecnologia moderna.
  7. Defender investimentos públicos em pesquisa, tecnologia, inovação e outras ações estratégicas que possam assegurar a viabilidade de investimentos em biorrefinarias e em biotecnologia industrial no país;
  8. Colaborar com organismos e governos internacionais para a construção de um arcabouço institucional global para a bioeconomia que seja favorável aos interesses nacionais;
  9. Estimular investimentos em educação e no aprendizado sistêmico nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática orientados à inovação na bioeconomia;
  10. Defender o enraizamento dos objetivos de desenvolvimento sustentáveis (ODS) pelo setor privado, sociedade civil e governo para gerar inovação, produtividade, sustentabilidade e desenvolvimento econômico.

Estrutura da FPBioeconomia

 

Representantes no Congresso Nacional:

Presidente: Paulo Ganime (NOVO/RJ)

1º Vice-presidente: Alexis Fonteyne (NOVO/SP)

2º Vice-presidente na Câmara dos Deputados: Marcos Pereira (PRB/SP)

1º Vice-presidente no Senado Federal: Soraya Thronicke (PSL/MS)

Coordenador Político no Senado: Izalci Lucas (PSDB/DF)

Coordenadora Setorial – Industrial de Cuidados Pessoais e da Casa: Greyce Elias (AVANTE/MG)

Coordenadora Temático – Inovação e Produtividade: Angela Amin (PP/SC)

Coordenador Temático – Economia Circular: Arnaldo Jardim (PPS/SP)

Entidades apoiadoras:

Associação Brasileira de Bioinovação (ABBI)

Associação Brasileira de Biogás (ABIOGÁS)

Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)

Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (ANPEI)

Confederação Nacional da Indústria (CNI)

Embrapa

Movimento Brasil Competitivo (MBC)

Universidade de Brasília (UnB)

Universidade Católica de Brasília (UCB)

Representantes do Poder Executivo:

Ministério de Minas e Energia

Ministério da Economia

Ministério do Meio Ambiente

Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações

Ministério das Relações Exteriores

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

 

Fotos: Talles Kunzler

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *